Atualidades, mundo, conteúdos diversificados.

É surpreendente como está aumentando o número de mortes causadas pela febre amarela, até hoje já foram confirmadas mais cinco mortes, os postos de vacinação estão dês abastecidos, pela enorme procura.

Uma critica muito importante, a ser analisada, o ministério da saúde só se preocupa quando o problema começa se agravar, no entanto as vacinas contra a febre amarela deveriam ser dadas a cada 10 anos, deste modo não teríamos tanto problema como estamos tendo agora.

A vacina esta sendo aplicada gratuitamente nos postos de saúde em todos os municípios, a proteção da vacina é valida por dez anos e lembrem-se ela tem que ser aplicada com dez dias de antecedência para quem for viajar para áreas de risco.

Não se esqueçam os sintomas são: febre alta, calafrios, mal-estar, vômito, dores no corpo, pele e olhos amarelados e sangramentos.

As mortes confirmadas nesta terça pela Secretaria da Saúde de Goiás são a aposentada Maria Geraldina Siqueira, 63, e o espanhol Salvador Perez, 41.

A aposentada era de Mogi das Cruzes (Grande São Paulo) e passou férias na cidade de Rubiataba (GO), segundo o governo estadual. Ela foi internada em um hospital particular em Ceres (GO) no dia 8 e morreu no dia seguinte.

Já o espanhol passou pelos hospitais Cais do Jardim Novo Mundo, em Goiânia, pelo Hospital das Clínicas da UFG (Universidade Federal de Goiás) e foi internado no HDT (Hospital de Doenças Tropicais) da cidade no último dia 10. Ele morreu dois dias depois da última internação.

Segundo a Secretaria da Saúde, os materiais colhidos dos dois pacientes também foram encaminhados para um laboratório de referência nacional, conforme determina o Ministério da Saúde. Os exames de outros sete casos suspeitos continuam em análise no Lacen (Laboratório de Saúde Pública) de Goiás.

Também nesta terça, a Secretaria da Saúde do Paraná confirmou que a causa da morte de uma paciente que estava internada em um hospital de Maringá foi febre amarela. Ela morreu no dia 8 deste mês.

A vítima, que não teve o nome revelado, havia viajado no fim do ano para Caldas Novas (GO) e começou a apresentar os primeiros sintomas da doença no último dia 4. A causa da morte foi confirmada por exames feitos pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: