Atualidades, mundo, conteúdos diversificados.

Arquivo para a categoria ‘religião’

Paixão e Encenação de Cristo.

cruz.jpg

Assim como em vinte e sete anos acontece aqui em minha cidade na qual eu moro há sete anos, a paixão e encenação de cristo, pôr este ano esta chovendo por aqui e mesmo assim muitas pessoas compareceram para assistir a encenação que foi muito emocionante como todos os anos.

É muito linda e emocionante a encenação, conta nos desde quando cristo nasceu seu batismo, suas crenças, seus discípulos, sua morte e ressurreição.

É um pouco trágico, mostrando-nos a importância da vida e de acreditar em Deus, que enviou cada um de seus filhos para uma missão seja ela qual foi, pois estamos cheios de pecados e Cristo foi crucificado, para nos salvar para a vida eterna.

Esse evento que acontece todo o ano por aqui tem como objetivo, alem de mostrar historia de cristo, a arrecada alimentos para serem doados, ajudando entidades aqui na cidade.

Necessidade de socorro

necessidade-de-socorro.jpeg

O homem sente fome.

Deus promoveu os recursos do pão.

O homem sente sede.

Deus faz o jorro da fonte.

O homem padece fraqueza.

Deus dá – lhe força.

O homem adquire doença.

Deus instruiu o remédio.

O homem sofre desequilíbrio.

Deus estabelece o reajuste.

O homem chora em desespero.

Deus suscita a consolação.

O homem se desvaira em pessimismo.

Deus restaura a esperança.

O homem cai na sombra da ignorância.

Deus acende a luz da instrução.

Entretanto, Deus criou a liberdade,

 de consciência,

com a responsabilidade,

 traçando o merecimento

 de cada um.

É assim que, entre a necessidade

 humana e o socorro divino,

permanece a vontade do homem,

 que é plenamente livre para aceitar ou não

 o auxilio de Deus.

Albino Teixeira ( Chico Xavier )

Um pouco de fé

fe.jpg

    Fiz um curso hoje para batizar minha sobrinha, tratando de varias questões, para que o batismo, para nos tornar abençoados por Deus, fazia tempo que não ia à igreja e confesso ter sentido uma paz ao rezar.

    Hoje em dia muitas pessoas não vão à igreja, não talvez por que não tenham fé, para se ter fé não é necessário estar na casa de Deus, Deus esta conosco o tempo todo basta acreditar nele.

    Muitas das palavras ouvidas hoje me fizeram sentidos, para uma confusão de sentimento e outros transtornos pelos quais estou passando, nunca é tarde demais para nos arrepender e voltar atrás para que possamos fazer as outras pessoas felizes.

    A fé esta dentro de cada um e para se tornar próspera e real basta acreditar naquilo que deseja e ir fundo para conquistar, não nascemos sabendo, procuramos aos poucos nossa evolução e a mesma situação temos com nossa fé precisamos acreditar para que se torne real.

    Há pouco tempo desacreditei da minha própria fé, diante de tantas crueldades existentes no mundo me perguntava, na onde está Deus, o que houve para que o mundo se tornasse tão vulgar como está. O amor já não existe mais entre as pessoas são muitas das vezes trocas de interesses, um não ajuda o outro, com tanta evolução e muitas pessoas excluídas, estamos indo para um mundo de interesses pelo dinheiro e não pela convivência.

    Deus existe e para acreditar nisto vai depender de cada um de nós, ele nos deixou o amor, entre todos os sentimentos que temos, para viver e acreditar em tudo e mais um pouco, basta ter fé, esta que deve estar conosco e tempo todo, para não desistimos de nossos ideais, e acima de tudo nós amar e amai o próximo, pois sem ele não viveremos.

    Desejos a todos muita fé e que Deus possa nos guiar para o caminho correto sem precisar magoar ou destruir o próximo.

Dia 6 de janeiro comemoração dos Reis Magos

3_reis_magos_g.jpg

Os Magos eram sábios do Oriente que vieram a adorar a Jesus em Belém. Os racionalistas consideram o Evangelho como ficção; os católicos insistem em que é uma narração de fatos, baseando sua interpretação na evidência dos manuscritos e versões, e em citações patrióticas.

O caminho traçado até Belém pelos três Reis Magos Gaspar, Belchior e Baltazar, assim que souberam do nascimento de Jesus.

Chegaram a Jerusalém perguntando: “Onde está o Rei dos Judeus, recém-nascido? Vimos sua “Estrela” e viemos “adorá-lo”. Todo estudo bíblico neste sentido é contraditório. Ficamos entre Sábios, magos ou reis, seu número exato é outro problema e, de onde vieram outro mistério… tais reis Magos faziam parte de uma seletíssima casta de indivíduos que teria reconhecido o potencial de Jesus enquanto salvador.

Os reis magos desafiam nossa mediocridade moderna. Sua ousadia em atravessar seu mundo atrás de sua intuição impressiona. Afirmar que um recém- nascido é um rei e o reverenciar sem dados concretos, tudo isto afronta nossa crença materialista, nossa fé “dizimista” que pauta a evolução espiritual pela quantia de dinheiro ofertado.

Ofereceram ao menino Jesus, como presente, ouro, incenso e mirra, que simbolizavam a realeza, a divindade e a imortalidade. Segundo a tradição, um era negro, o outro branco e o terceiro moreno, representando toda a humanidade. Muitos países celebram a data, e a Folia de Reis é comemorada de modo particular em cada região do Brasil.

No dia de Reis é costume desfazer as decorações natalinas, guardar os enfeites e desmontar os presépios.